Na última década ocorreu no país um aumento significativo de pesquisas que tratam da percussão em seus mais diversos aspectos. Como decorrência natural deste movimento, a UNICAMP sediou, em 2017, o I Congresso Brasileiro de Percussão e a UFMG estará sediando, em 2019, sua segunda edição, que tem como tema: Desafios da Percussão na Academia Brasileira: entre a tradição e a contemporaneidade.

O congresso contará com a participação de artistas, nacionais e internacionais, convidados(as) pela comissão organizadora e/ou selecionados, através de chamada, pelas comissões científicas e artísticas. O evento apresentará as seguintes atividades, concertos; conferências; mesas-redondas; comunicações orais e pôsteres, apresentações artísticas e recitais-palestras.

O tema do Congresso reflete alguns desafios discutidos em outros eventos da área: como conciliar o estudo e pesquisa das técnicas contemporâneas da percussão com os saberes tradicionais? A percussão chegou às universidades brasileiras a partir da música erudita. Mais recentemente os cursos de percussão têm buscado maneiras de inserir os saberes tradicionais e a música popular em seus currículos. O congresso busca trazer estas discussões à tona, ressaltando a importância dos dois aspectos da percussão: a sua inserção na música tradicional e o seu papel de destaque no experimentalismo da música contemporânea.

Coordenador Geral

Prof. Dr. Fernando Rocha (UFMG)

Vice Coordenador

Prof. Dr. Fernando Chaib (UFMG)

Coordenadores Associados

Prof. Dr. Carlos Stasi (UNESP), Prof. Dr. Fernando Hashimoto (UNICAMP), Prof. Dr. Cesar Traldi (UFU), Prof. Dr. Cleber Campos (UFRN)